Nutricionista dá dicas para aproveitar os festejos de forma saudável

Com o início da temporada das festas juninas, aumenta a expectativa de consumir as famosas comidas típicas. O momento é de comemoração para agradecer a fartura na colheita de milho, alimento que serve como base para a maior parte dos quitutes.

No entanto, nem sempre os pratos tradicionais são saudáveis e podem ser livremente consumidos por todos, é o que revela a nutricionista e coordenadora do curso de nutrição da Estácio, Jamille Costa. Ela explica que é preciso atenção aos ingredientes e à forma como os alimentos são preparados, para curtir as festas sem culpa e sem prejudicar a saúde.

“Durante o período junino intensificamos o consumo de alimentos típicos que têm como base o milho, a macaxeira, o açúcar, o leite de coco e a manteiga. Porém, na maior parte das preparações, o milho e a macaxeira vão liquidificados ou ralados, processo que exclui as fibras desses alimentos, mantendo apenas o carboidrato simples, que ao se somar ao açúcar das preparações, aumenta a quantidade de glicose no organismo. Já o leite de coco e a manteiga são fontes de gordura que em excesso são prejudiciais à nossa saúde. O fato é que as comidas típicas aumentam nossa ingestão calórica, de açúcar e de gordura em um pequeno intervalo de tempo, o que merece nossa atenção para a ingestão não ser excessiva” explica.

Para ajudar na escolha certa, a especialista elaborou uma lista de dicas com indicações de como aproveitar da melhor maneira cada prato.

1. Ao preparar o bolo de milho, canjica ou munguzá, escolha a espiga do milho ao invés do milho enlatado ou da mistura pronta;

2. Nos quitutes que levam açúcar como por exemplo, pé de moleque e canjica, o ideal é optar por trocar o açúcar refinado pelo açúcar mascavo, demerara, mel ou adoçante;

3. Não utilizar leite condensado nas preparações, como munguzá. Se possível, use um pouco mais de canela, para ganhar sabor e aproveitar melhor os nutrientes da preparação. Fica uma delícia!

4. Para fazer a pipoca, evitar utilizar a versão pronta para micro-ondas, escolha o milho tradicional de pipoca. E quando ela estiver pronta, reduzir a quantidade de sal ou utilizar o sal de ervas, que é uma mistura de ervas finas como orégano, manjericão e um pouco de sal. Evite a versão “doce/caramelizada” e amanteigada;

5. Consumir com moderação os alimentos, principalmente aqueles ricos em açúcar, sal e óleo;

6. Para as preparações como baião de dois, cuscuz e galinhada, evitar os temperos prontos e utilizar os temperos naturais como cebola, cebolinha, cheiro verde, alho, pimentão, salsa e tomate;

7. É importante comer devagar e prestar atenção nos sinais do seu corpo. Ele sabe quando se está com fome ou quando está saciado;

8. Entre uma dança e outra hidrate-se, a água é essencial para o bom funcionamento do organismo.

Fonte:  Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s