Placa histórica é roubada da Praça Barão de Maruim

Uma placa histórica instalada em um dos obeliscos da Praça Barão de Maruim, no Centro da cidade, foi roubada há algumas semanas do monumento erguido na administração do prefeito Antônio Menezes Filho (1963-1966) e que servia de marco do projeto arquitetônico do ilustre Corinto Pinto Mendonça (1888-1976).

Acervo Hefraim Andrade

De acordo com o escritor, poeta e artista maruinense Hefraim Andrade, que percebeu o desaparecimento da placa e ao buscar informações com integrantes de três secretarias municipais, sendo a última a Secretaria de Segurança, Cidadania, Gestão de Trânsito e Defesa Social, que o suposto desaparecimento se tratava, na realidade, de um furto ao patrimônio público.

“Lavrei um ofício informando o caso à Secretaria de Cultura e Turismo, pedindo-lhe providências. Onde recentemente fui informado de que encaminharam a ocorrência ao gabinete da prefeita interina [Edileuza da Silva]”, relatou Hefraim Andrade em uma Nota de Repúdio divulgada nas redes sociais que foi traduzida em outra língua e alcançou outros países como México, El Salvador, Guatemala e Alemanha.

Ainda de acordo com o escritor, uma visita foi feita ao secretário municipal de Segurança, Eduardo Rodrigues Santos, que assim se expressou a ele: (…) “Nosso quadro laboral encontra-se com um deficit de 25 (vinte e cinco) Guardas Civis Municipais em relação ao total de postos de serviço ativo, portanto alguns postos de serviço estão sem guarnição necessária para o perfeito funcionamento do serviço. Um dos postos que estão sem guarnição é a praça da Matriz e o calçadão. Já foi informado através de ofícios à Câmara dos Vereadores e à Administração a real necessidade da contratação de vigilantes para suprir essa necessidade e atender melhor os anseios da população e da própria administração”.

Hefraim Andrade indagou, por escrito, ao secretário de Segurança, a razão de não haver guardas-civis para garantir a proteção de uma praça que alberga uma Igreja de 1862, tombada pelo Governo do Estado de Sergipe sob o decreto de 4.988 de 23 de abril de 1981 e reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, conforme o decreto nº 174, de 10 de setembro de 2014, publicado no Diário Oficial da União.

Acervo Hefraim Andrade

“Sabemos, também, que ao seu redor encontram-se a Prefeitura, sede do Poder Executivo, e a Câmara dos Vereadores, sede do Poder Legislativo, e no centro dese logradouro o busto do patrono da praça – João Gomes de Melo, o Barão de Maruim (1809-1890) -, também feito por Corinto Pinto Mendonça, por ocasião do centenário dessa cidade”, relembrou o escritor.

“Como cidadão maruinense (e não falo somente por mim) e integrante de uma entidade que zela pela memória histórica, cultural e artística de Maruim, me sinto ofendido e insultado pois, há poucos meses, o bem roubado foi objeto de minhas pesquisas, e pesquisas que ajudaram a compor um livro, a segunda edição INVENTÁRIO CULTURAL DE MARUIM (2020), da professora Maria Lúcia Marques Cruz e Silva, pesquisadora da Universidade Tiradentes (UNIT), cujas informações podem ser acessadas na página 512 do mesmo. Por esse motivo faço conhecida a notícia – para que todo aquele que tenha acesso ao episódio, possa refletir no que escreveu o filósofo Edmund Burke: “um povo que não conhece sua história está condenado a repeti-la”. – Pergunto-me: o que será necessário acontecer ainda ou o que será necessário “sumir” ainda para que zelem melhor dos bens históricos, culturais e artísticos de nosso povo e interpretá-los adequadamente e com o valor que de fato têm?”, observou Hefraim finalizando a Nota de Repúdio explicando que, a não ser que a encontrem, a placa da qual fomos privados não poderá jamais ser substituída, por isso exorto às autoridades competentes a adotarem medidas eficazes para que algo assim não volte a ocorrer, pois o povo de Maruim, a meu entender, foi afrontado!

“Que o Grande Arquiteto do Universo tenha misericórdia de nós, que estamos sujeitos à insegurança!”, suplicou Andrade.

Da Redação | Maruim em Pauta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s