Retomada: Belivaldo mantém atividades, mas não descarta fechamento

Após a reunião do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae) na manhã desta quinta-feira, 3, o Governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, informou que tudo permanece da mesma maneira no Estado, ou seja, todas a autorizações de funcionamento permanecem como estão. Por conta do aumento de casos da Covid-19 em Sergipe, a fiscalização será intensificada, mas o objetivo da ação é conscientizar a população.

“Há quatro semanas, tínhamos 144 pessoas internadas em toda a rede hospitalar do Estado, mas ontem esse número chegou a 226. Foram 120 óbitos em outubro, 102 em novembro e nos primeiros dois dias de dezembro, 4 óbitos em cada dia. É preocupante sim, mas estamos de olho e com a luz amarela acesa. Por enquanto, não vamos mudar nada, nem abrir e nem fechar. Tudo fica com está”, diz Belivaldo.

A quantidade de leitos de UTI será ampliada nos próximos dias. Atualmente, o Estado têm 127 leitos de UTI na rede pública e privada, mas esse número já chegou a 209 leitos anteriormente. “Com o aumentou na quantidade de internações, vamos ampliar em 20 leitos, 10 no Huse e 10 no Cirurgia, totalizando147 leitos de UTI. Vale lembra que nunca chegamos a 60% da ocupação dos leitos”, afirma o gestor.

O governador adiantou que daqui a 15 dias, o Comitê se reúne novamente para avaliar a situação do Estado. “Se notarmos que os casos e os óbitos estão aumentando, podemos sim adotar medidas mais severas. Por enquanto, não estamos falando em fechar nada, mas, se for preciso eu retrocedo e fecho tudo novamente”, garante.

Fiscalização

A fiscalização a estabelecimentos comerciais será intensificada , assim como as campanhas educativas, mas o governador lembra que é preciso que a população se conscientize que é necessário cumprir os protocolos de segurança sanitária. “O objetivo da fiscalização é conscientizar, clamar a população e não punir. Claro que se um estabelecimento insiste em descumprir os protocolos sanitários, ele poderá ser multado e até fechado, mas o que queremos é que a população faça sua parte”, enfatiza Belivaldo.

Vacina

Questionado sobre a organização do Estado para a chegada da vacina contra a Covid-19, Belivaldo disse que nesse momento, só resta esperar um posicionamento do Governo Federal. “O mais importante, que é saber de onde vem à vacina e quando ela chegará, não sabemos. Esperamos que o Governo Federal estabeleça o plano de vacinação. Estamos atentos e preocupados aguardando um posicionamento”, conclui.

Da Infonet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s