Coveiro é visto trabalhando sem equipamentos de segurança em Maruim

Um coveiro do cemitério Cruzeiro do Novo Século, em Maruim, (SE), foi visto realizando um sepultamento sem equipamentos de segurança na última segunda-feira, (20). De acordo com testemunhas, ele não era o único trabalhando no local.

Cedida ao Maruim em Pauta | Foto: Reprodução

Os cuidados para evitar à propagação do novo coronavírus vai além de pessoas vivas; isso porque cadáveres também são fontes de transmissão, já visto que ainda possuem secreções. Justamente por isso, desde que a Covid-19 se espalhou pelo mundo e chamou a atenção de autoridades brasileiras, funerárias e cemitérios vêm adotando medidas para proteger funcionários e familiares dos mortos.

Em Maruim, os velórios só estão ocorrendo para vítimas de outras fatalidades ou doenças, que não estejam relacionadas ao novo coronavírus, mesmo assim, seguindo todas as orientações recomendadas pelas autoridades de saúde e governamentais.

Obra da ampliação reiniciada e superlotação

Após uma guerra judicial, a obra da área com 3 mil m² para ampliação do Cruzeiro do Novo Século, que virou promessa da campanha do prefeito Jeferson Santana, (MDB), como a maior obra já realizada por sua gestão, que estava paralisada, foi retomada no último dia 18 de julho.

Em 2018, o medbista autorizou o pagamento do espaço. No mesmo ano, a Prefeitura de Maruim, garantiu que uma limpeza seria realizada junto com a terraplanagem do terreno, mas não executou o serviço. 

Em 2019, entre denúncias do Maruim em Pauta sobre a superlotação, que repercutiram na Câmara de Maruim, na TV Sergipe e TV Atalaia, o prefeito informou que faria a terraplanagem no mês de fevereiro, mas não cumpriu o prazo. Os trabalhos só vieram ser iniciados, em agosto daquele mesmo ano, após novas denúncias na imprensa sergipana.

Em fevereiro de 2020, durante discurso no retorno dos trabalhos da Câmara de Maruim, Jeferson Santana, anunciou investimento na parte estrutural da ampliação do Cruzeiro do Novo Século mas, os trabalhos só foram reiniciados, seis meses depois.

Em julho de 2020, os primeiros alicerces da nova área começaram a ser construídos. Em nota, o prefeito justificou que, a demora da retomada da obra se deu, por conta das licenças ambientais e dos processos administrativos legais.

“Esta, acredito, é a obra mais importante da gestão, pois vai proporcionar um lugar amplo e digno para os nossos entes queridos. Não foi fácil, mas agora é uma realidade”,

disse Jeferson Santana.

A obra está orçada em R$ 212.321,28 e deverá ser entregue em 05 meses.

Foto | Divulgação / PMM

Da Redação | Maruim em Pauta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s