Sem apresentar as novas medidas anunciadas, Comitê de Emergência se reúne para avaliar as ações contra Covid-19 em Maruim

Após quinze dias sem se reunir, os integrantes do Comitê de Emergência Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus, instituído pelo prefeito Jeferson Santana, (MDB), estiveram nesta terça-feira, (30), no gabinete do medbista para avaliar as ações em execução e definir novas estratégias para frear à disseminação da Covid-19, na cidade que confirma mais 130 casos para doença e sete óbitos, de acordo com o mais recebe boletim da Secretaria de Saúde.

No encontro, os membros do comitê voltaram a avaliar como positiva todas as ações executadas até agora, como: à desinfecção das bancas e da área da feira livre; campanha por carro de som e redes sociais; aferição de temperatura na feira e na barreira sanitária; toque de recolher das 22h às 04h, distanciamento das bancas da feira e instalação de lavatórios portáteis com água e sabão; e barreira sanitária.

Eles destacaram também, a inauguração do Centro de Atendimento para Enfrentamento da Covid-19, montado anexo ao Hospital de Maruim por quase R$ 35 mil, que foi alvo de críticas. Segundo os integrantes do comitê, na primeira semana de funcionamento, cerca de 170 pessoas foram atendidas.

No dia 08 de junho, Jeferson Santana, (MDB), anunciou em uma reunião excepcional com o Comitê de Emergência, que novas medidas seriam apresentadas para diminuir a curva do novo vírus na cidade, mas nenhuma medida foi determinada, nem publicada no Diário Oficial do Município, (DOM).

Havia uma expectativa para essa nova reunião do medbista com o comitê de crise que ocorreu nesta terça. O que trouxe frustração para quem esperava o endurecimento das medidas em vigor, porque nada de novo foi apresentado.

Nas redes sociais, os maruinenses reagiram ao post oficial. Os internautas pediram a reavaliação das medidas, sugeriram ações e voltaram a criticar o toque de recolher.

“Precisa lavar as ruas de Maruim. O toque de recolher tem que ser mais enérgico”,

sugeriu uma maruinense.

“Algumas pessoas estão subestimando a doença, tem que rever essas medidas”,

observou uma maruinense.

“Esse toque de recolher as 22:00 parece piada, o povo não respeita, simplesmente”,

criticou uma maruinense.

Da Redação | Maruim em Pauta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s