Nova campanha educativa contra a dengue focará em todo o Estado

O Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), reforça o controle do Aedes aegypti com o lançamento de uma nova campanha contra a dengue que abrangerá todo o estado de Sergipe.

A ação contará com banners, folders, carros de som, peças publicitárias de divulgação para imprensa, além de uma revista em quadrinhos, com jogos e brincadeiras, que serão utilizadas em atividades educativas para que, de uma forma lúdica e didática, as crianças aprendam mais sobre o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, a diferença entre elas, sintomas, cuidados e dicas de prevenção.

 Segundo a gerente do Núcleo de Endemias da SES, Sidney Sá, a campanha está em fase final de ajustes e será lançada em breve. “As peças terão uma nova roupagem, os carros de som, por exemplo, se somarão ao trabalho da Brigada Itinerante nos municípios. O objetivo da campanha é informar ainda mais a população sobre os riscos da doença, para que possamos, realmente, trabalhar melhor, fazendo com que essa população seja parceira nossa nesse trabalho”, disse Sidney.

O cenário epidemiológico atual mostra que os índices de transmissão e contaminação para essas arboviroses caíram significativamente, mas o trabalho não pode parar. Conforme boletim, hoje há 160 notificações para a dengue, com 30 casos confirmados, 25 casos notificados de chikungunya com cinco confirmados, e para a zika foram notificados quatro casos suspeitos, porém nenhum confirmado.

Sintomas da dengue, chikungunya e zika:

Dengue: dor de cabeça, febre alta súbita, manchas vermelhas na pele, dores nas articulações, coceira, náuseas e vômitos, dor nos olhos, diarreia e dores no corpo.

Chikungunya: dor de cabeça constante, febre alta súbita, manchas vermelhas na pele, dores nas articulações com inchaço e coceira.

Zika: vermelhidão nos olhos, dor de cabeça, febre baixa, manchas vermelhas na pele, dores nas articulações e coceira.

Importante: Caso apareça algum desses sintomas procurar, imediatamente, o Posto de Saúde ou Hospital mais próximo e não se automedicar.

Evitar o mosquito é simples

– Evitar acúmulo de água

– Cuidado com os vasos de plantas

– Limpar as calhas

– Atenção com as caixas d’água

– Lavar as paredes das lavanderias e tanques com sabão

O ciclo de vida do mosquito aedes aegypti compreende quatro fases: ovo, larva, pupa e adulto. Os ovos são depositados em lugares quentes e úmidos, preferencialmente próximos à linha d’água, em recipientes como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d’água descobertas, pratos dos vasos de plantas ou em qualquer local com água limpa e parada. O macho alimenta-se de seivas de plantas. A fêmea, no entanto, necessita de sangue humano para o amadurecimento dos ovos que são depositados separadamente nas paredes internas dos objetos, próximos a superfícies de água, locais que oferecem melhores condições de sobrevivência.

Fonte: SES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s